O Poder do Invisível

Em meio ao pavor que se alastra, é importante  saber que: o que você vibra, você atraí! Assim, o poder de usar a mente e criar uma atmosfera favorável.  

Às vezes o medo toma conta e todos querem se proteger daquilo que não conseguem ver.  Antigamente perigoso era o leão, o jacaré que a gente via e podia matar, prender ou alimentar e estava tudo tranquilo. O perigo invisível que está misturado no ar dos ambientes é uma história real de terror coletivo. Mas por que isso?

O combate ao fantasma letal de agora (covid-19) é:  

✔ lavar as mãos

✔ usar máscaras

✔ evitar contato

✔ permanecer em ambiente seguro isolado

Porém, nada se fala sobre o ambiente de dentro.

Como usar a mente para fortalecer a imunidade do corpo?  

Cada vez que a mente tem medo de adoecer, abre uma lacuna para a doença entrar. A mente focada na saúde cria um ambiente interno impenetrável.  O efeito placebo mostra que quando a mente acredita que uma pílula de farinha é um analgésico, a dor passa. O efeito do remédio vai aumentar onde colocamos a atenção:na dor ou no bem estar, na doença ou na cura.

Usar a imaginação para criar cenas de células combatendo o invasor é poderoso. O corpo pode criar uma imunidade a partir de um estímulo mental.

Lembro de minha vó entrando em um local de leprosos para levar lençóis limpos e sempre saia sorridente e feliz. Um dia, depois de cinquenta anos, ela morreu de velhice com a pele totalmente sadia mesmo tendo convivido com uma doença contagiosa.

Lei da atração 

Concordo que todo o cuidado é pouco, mas é preciso também fazer uma profilaxia mental. Se o tempo todo estamos pensando nas doenças, é isto que vamos atrair.  Se, no entanto, criar uma imagem interna de saúde, esta vibração fortalece a célula a combater corpos estranhos.

Além de focar na saúde, é providencial uma respiração profunda e consciente.

Viajando no tempo

Uma história exemplar é do Joseph Hubertus Pilates, autodidata alemão que desenvolveu seus próprios aparelhos e exercícios para superar limitações físicas.

Conta-se que durante a guerra contra Alemanha, Pilates ficou preso em um andares de um hospital, em virtude dos bombardeios. Pilates deve a ideia de criar aparelhos com molas dos colchões e ferros das camas e disciplinou os sobreviventes a fazerem exercícios. Quando a guerra terminou a maioria morreu e os sobreviventes todos estavam infectados, menos os pacientes do andar em que Pilates ensinou a respirar de forma coordenada com os movimentos do corpo.

A respiração correta aumenta a imunidade. Quando a respiração é potencializada com a visualização, a imunidade cresce ainda mais, por exemplo:  Inspira pelo nariz e imagina que o ar está trazendo saúde para o corpo, e ao expirar pelo boca, imaginando que a doença está saindo do corpo.  

Leonardo da Vinci também fez uma descoberta a respeito dos recursos internos para criar um sistema imunológico poderoso. Na região do coração,  a glândula Timo é ativada a fabricar timosina quando amamos ou somos amados, assim, a Timosina tem a função de fortalecer o sistema imunológico para  destruir corpos invasores.

O interessante é que, quanto mais estamos afetivamente bem, mais fortes nos tornamos, e quando um relacionamento termina e nos sentimos abandonados, mais estamos sujeitos a doenças de todos os tipos.

E agora, o que fazer?

Além de evitar aglomerações, podemos respirar imaginando o fortalecimento da célula e ainda viver lançando um sentimento de amor ao outro independente de conhecer a pessoa. Querer o bem dos outros é um excelente antibiótico e faz bem ao coração. 

Além disso, cabe aproveitar o momento para refletir sobre:

O que a natureza quer nos dizer quando trouxe o coronavírus? 

Os ambientalistas diziam que era preciso que as fábricas parassem com a poluição, mas como a ambição desmedida falou mais alto, as chaminés continuavam a jogar a fumaça preta na atmosfera.  E agora, a natureza responde mostrando os efeitos do uso inconsequente dos recursos do planeta.  

Todo o efeito tem uma causa! Com a descoberta do antídoto, o que vamos fazer para evitar os próximos inimigos?  Quais hábitos vamos exterminar para evitar a próxima pandemia?

A resposta é simples, e está dentro de cada um: traga consciência para o momento presente, respire devagar e lentamente, alimentando a célula com sentimentos amorosos, de gratidão e plenitude, e a saúde fará morada no castelo do corpo.   

Cuidemos da natureza e a natureza cuidará de todos nós!