fbpx

Jornada do Herói com a PNL

4ªEstação: Provas e Mentor

O encontro com os mentores ocorreu no curso de formação em Programação Neurolinguística – PNL. Os professores mais experientes criam provas para testar o discípulo e forçá-lo a diante de uma situação, tomar uma decisão assertiva. Agora, aos quarenta anos, não dava mais para fingir “estar bem”.  Era o momento de encarar a minha pequenez e resolver o que fazer daqui pra frente. De agora por diante tornou-se impossível fugir de mim mesma. As dinâmicas realizadas durante o curso me colocavam de frente  com as sombras. Agora era a hora da verdade nua e crua.

Aos quarenta, após muitos altos e baixos, várias angústias, insatisfações, frustrações e sofrimentos comecei o processo educacional da PNL, no ano de 1990, e consegui finalmente estruturar o meu autoconhecimento, um encontro verdadeiro comigo mesma, limitações e potenciais. 

Eu não era o que imaginava, mas poderia a partir do encontro com a verdade, começar a desenhar a pessoa que nasci para ser. Considero a autoconsciência a maior conquista do ser humano. Eximir-se dessa tarefa é inutilizar-se, é perder-se em distrações que distanciam a humanidade de sua real missão. Os cinco sentidos, encantam-se com ilusões e nada de realmente evolutivo se processa. 

O monstro interno

Em Gizé, uma região no Egito, na entrada da esfinge, existe placa onde está escrito, Decifra-me ou devoro-te. Ou a gente se descobre ou o monstro interno vencerá. Existem vários véus encobrindo o mistério humano, e somente os corajosos se submetem a retirar as capas, uma a uma até encontrar a essência encoberta pelas aparências.  

Decifra-me ou devoro-te

É possível realizar horizontalmente muitas coisas e ser uma pessoa de “sucesso”, o que é absolutamente inútil, do ponto de vista da evolução do espírito. Os sucessos dentro dos padrões da sociedade consumista podem servir de armadilhas  caso a pessoa se encante tanto com as conquistas materiais que se esquece de verticalizar para descobrir verdades mais profundas. O real crescimento é para cima enquanto os perdidos ficam buscando as saídas pelos lados. 

A PNL fornece uma grande ajuda na medida que mostra como algumas pessoas que estão mais avançadas, conseguiram entrar no processo de autoconhecimento, autodesenvolvimento e autorrealização. 

Primeira Prova

A compreensão inicial é entender que a forma como descrevemos o mundo, não é o mundo, analogicamente mapa não é o território. Nossa representação do mundo feita através de palavras, imagens e sensações é apenas uma forma de entender utilizando a da capacidade mental, de diferentes dimensões para cada pessoa. 

Tem gente que tem capacidade de um dedal e outras tem a capacidade de uma escavadeira.

Mesmo que a capacidade seja grande para absorver um número maior de informações, mentalmente temos apenas um mapa representativo da realidade, mas não tocamos na realidade tal qual ela é em si mesma. 

Esta, é uma prova muito sutil e quando conseguimos passar por ela, nos tornamos humildes diante da imensidão do mistério cósmico, nossa atitude é de respeito e referência ao desconhecido. É a primeira prova da qual saímos com a consciência de que olhamos e não vemos, ouvimos e não escutamos, sentimos e não percebemos. Os cinco sentidos são os cinco abismos que o herói atravessa com humildade diante da grandeza da criação.

Segunda Prova

A segunda prova é a da autopercepção: – Diante de um mundo tão grandioso, quem sou eu, o que estou fazendo aqui, o que esperam de mim, de onde vim e para onde vou.   

Viver em função de comer, beber, dormir e acasalar é comparar-se a um animal. Existe algo mais além dos instintos. A partir da descoberta da missão, a vida passa a ter um sentido, uma razão de ser que servirá de bússola na trajetória. 

Jornada

A descoberta da missão requer a conexão com as leis da natureza, caso contrário o ego irá interferir construindo uma missão absolutamente material, fora do plano divino.  

A verdadeira missão humana está na prática da fraternidade, usando os talentos a serviço do benefício do todo. A partir da descoberta da missão, a vida passa a ter um sentido, uma razão de ser que servirá de bússola para orientar como chegar ao porto seguro. 

Todo herói na caminhada recebe as benções de um protetor e a missão é tipo uma capa invisível, uma poção mágica, um superpoder que garante vencer os obstáculos para que a missão seja cumprida.

O terceiro passo é a operacionalização da missão que requer muito mais do que uma mera transformação ou seja, mudança na forma. A transcendência requer uma missão, fruto de uma transmutação. Os alquimistas medievais acreditavam que a verdadeira transmutação  é aquela em que o homem de chumbo se transmuta em homem de ouro, isto é,  muda a substância.

As técnicas da PNL 

Nesse ponto também as técnicas de autoconhecimento da PNL falam da importância de definir com detalhes do ponto de partida, denominado de estado atual, o início de uma caminhada para o estado desejado

Ter vontade de ser altruísta requer, por antecipação de se reconhecer egoísta. Este é uma prova que exige muita humildade. Durante o curso de PNL senti na carne a dor de me reconhecer soberba, invejosa, avara, irada, gulosa dentre outras características difíceis de aceitar. É doloroso saber que aquilo que condenava nos outros era apenas um reflexo de mim mesma.  

Antes da PNL, quando estava prestes a me desnudar, recorria a distrações com comida, bebida, balada, programas de televisão para camuflar estas visões das sombras internas. Porém, à luz da consciência é o melhor antídoto, e além de revelar os vícios, mostra um potencial de virtudes, sementes querendo despontar.

Muitos desejam mudanças comportamentais sendo mais calmo, por exemplo, e quando não conseguem, pensam que são incapazes e com isso afeta negativamente a autoestima, achando que são incapazes de melhorar.   Mas não conseguem porque não sabem o “como”, ou seja o método. 

A PNL pesquisou que os homens exitosos conhecem o funcionamento  da mente e mandam comando eficientes para concretizarem seus objetivos.  Além disso, comunicam-se da forma científica utilizando informações de alta qualidade e por isso tornam-se expert nas relações humanas. Outro resultado brilhante descoberto pela PNL, é a estratégia mental de construir imagens da pessoa que queremos ser:  se quer ser altruísta, a técnica é perguntar “Como” a pessoa altruísta se comporta.  

Todos podem saber o que querem ser, mas o segredo está no “como” é o processo passo a passo. 

Quanto maior a capacidade de criar imagens dos comportamentos que queremos adotar, maiores são as chances de conseguir a transmutação de egoísta para altruísta, nervoso para calmo, grosseiro para amoroso, ou qualquer outra qualidade, requer efetuar comandos na linguagem visual em que a mente e o cérebro possam se comunicar através de imagens.  

Recapitulando, a escolha de ser altruísta é um passo importante, mas para conseguir que  seja uma realidade psicossomática existem três ritos básicos, simples e imprescindíveis.   

O primeiro é criar uma imagem, uma cena do comportamento almejado. A cena do comportamento pode ser construída através de um modelo interno ou externo. Podemos encontrar um modelo externo que nos inspire ou ser o próprio modelo o que permite a automodelagem. 

Trata-se uma excelente técnica da PNL para conseguir pinçar um comportamento desejado. Afinal, somos um poço de experiências as quais podemos acessar os modelos internos com facilidade utilizando a memória para resgatar no passado cenas de comportamentos já executados que estamos, agora, querendo replicar.

Por exemplo, se a pessoa escolher ser mais serena, deve entrar na linha do tempo e fazer uma regressão se perguntando:

Em que momento da minha vida no passado eu me comportei de forma serena?

Esta pergunta gera uma pesquisa transderivacional, e o google particular da mente traz uma resposta precisa. 

Em um momento da minha vida, precisei desapegar de um cargo no meu trabalho e não conseguia dormir de noite, quando me lembrei de que no passado, havia sido capaz de me desapegar de todos os meus pertences (com exceção da coleção de livros Barsa). Foi mágico quando me associei ao momento de desapego passado, trazendo-o para o presente, e finalmente consegui vencer o apego, abrir mão do cargo e conquistar a serenidade diante da perca. 

Uma vez necessitei ter um comportamento de perdão onde uma pessoa havia me caluniado injustamente e não conseguia encontrar no meu passado, na minha história de vida um momento onde eu tivesse sido capaz de perdoar. Lembrei-me então de um modelo externo de Madre Tereza de Calcutá que passou a ser minha grande inspiração, de tal sorte que quando chegavam as provas eu me perguntava: Nessa situação se eu fosse Madre Tereza como eu agiria?

Imediatamente minha mente formava a imagem das ações e era mais fácil fazer o espelhamento de um modelo externo e adquirir recursos internos  para vencer mais uma prova. Daí por diante estabeleci vários modelos, cada um, com determinadas capacidades e comportamentos específicas para cada caso. 

Mito é a fórmula geral de evolução
Em cada degrau tem um mito para ensinar
Para que o mito possa ajudar ultrapassar a próxima barreira
Localiza em que degrau está pra puxar um doador mágico

Assim como uma mesa para existir, precisa antes ser projetada na mente de seu criador, eu comecei a construir a imagem do ideal. Vale ressaltar que se trata de imagens de comportamentos que estejam alinhados com a missão de vida.

Cuidado com a mídia que cria padrões de sucesso vazios e supérfluos.

E a cada prova que aparece, tenho recursos para avançar, e embora saiba que batalha é longa e exige vigilância constante, a vitória é certa pois tenho um modelo que deu certo já testado.

Este é caminho do herói que se propõe a construir um mundo a partir de uma transmutação interna. Se eu quero encontrar pessoas fraternas, tudo começa na busca de um modelo fraterno e depois descobrir o seu modus operandi e espelhá-lo. 

Assim, é possível transmutar os vícios, a competitividade em cooperação, a auto importância em humildade, a mania de julgar em observação,  o egoísmo em fraternidade, a inveja em admiração, a gula em equilíbrio, a preguiça em proatividade, a avareza em generosidade e muito mais.  

Estas são as provas da saga do herói que inicia com a vontade de melhorar e depois, a coragem de enfrentar e, por última a satisfação do herói de estar subindo a escada evolutiva, vencendo os vícios e praticando as virtudes.

Ninguém atinge um degrau mais alto na natureza,
sem cessar de existir em um local mais baixo.
Abandona sua vida se queres viver. 
É morrendo que nasce para a vida eterna
Em verdade vos digo que ninguém entrará no reino dos céus
 se não nascer de novo.
Solve nesse plano com a gula no outro
Renasce purificadoSomente o nascimento pode vencer a morte.

Aprendizados:

1. Ser bom é um ato de inteligência que leva a felicidade;

2. Harmonizar dois mundos diferentes é missão heróica;

3. Quero estar grávida do meu melhor;

4. Quanto mais sabedoria, mais compromisso com o todo;

5. Cuidar mais do coração do que do corpo;

6. A culminação da Sabedoria é a fraternidade;

7. As sementes do futuro estão no presente.

Eu sou

Eu sou…
O contrário de mim mesma

A pressa da vagareza
O veneno do antídoto
O nada do todo
O anverso do verso
O silêncio do verbo
O mudo que tudo diz
A alegria do infeliz
A tristeza do felizardo
A solidão do acompanhado 
O doce do fel
O amargo do mel
A água do fogo
A escuridão que conduz
A treva da luz
O amor do ódio
O início do fim
O todo sem mim

– Magui Guimarães

O Curso PNL da Escola de Ciências Comportamentais está com as inscrições abertas com início das aulas presenciais em Agosto, a sua jornada quem faz é você!