fbpx

Tag: Mitos e Verdades

Mitos e Verdades sobre a PNL

Mitos e Verdades sobre a PNL

Existem vários questionamentos acerca da PNL e indagações de curiosos e interessados, que, em busca de transformação, acabam sendo levados por caminhos de inverdades e mitos. 

Com a PNL os problemas desaparecem? A PNL é apanágio para todos os males? Aprendendo as ferramentas da PNL serei mais feliz? 

Nesse artigo trouxemos alguns desses mitos que existem e iludem muitas pessoas, desmistificando os temas e revelando o que de fato pode-se esperar da Programação Neurolinguística.

A PNL soluciona todos os problemas? [MITO]

Inicialmente a PNL  não é para resolver problemas e sim para ressignificá-los: 

Problema é  forma de treinar os recursos pessoais.  As grandes invenções são frutos do uso da criatividade para resolvê-los. Uma pessoa sem problema tem uma vida enfadonha além de atrofiar o potencial por falta de exercício.

Não quer ter problemas? é simples, não tenha projetos. Qualquer coisa que você queira fazer, por mais simples que seja, um curso de inglês por exemplo, gera uma série de pequenos problemas como: qual curso escolher, como se locomover, qual o tempo disponível, quanto  dinheiro, local para treinar etc.   

Problemas também são estímulos, desafios que trazem uma satisfação do tamanho da dificuldade.  A sensação de vitória é na proporção da energia investida para ultrapassar os obstáculos. Quanto maior a tempestade, mais corajoso é o capitão do navio.  

As histórias de superação são escritas por pessoas que acreditam serem maiores do que as adversidades. Uma vida sem desafios a enfrentar, sem problemas para resolver, é tediosa. Mihaly Csikszentmihalyi pesquisador sobre felicidade, escritor, cientista húngaro, afirma que experiências de aventura, cheias de imprevisibilidade, mantém as pessoas em estado de flow, de fluição, prazer e felicidade. Necessitamos de problemas para testar a nossa competência.

A PNL prepara a mente para lidar com o problema? [VERDADE]

A função da PNL é preparar a mente para receber o problema como uma forma de presente, uma oportunidade de crescimento e gerador de satisfação.  É lógico que o problema sem a competência, gera angústia, e as ferramentas da PNL ajudam a criar um estado mental propício focado na solução. Cresce o que se foca: o problema ou a solução. A segunda opção  é mais eficiente. Existem várias estratégias mentais na PNL, não para eliminar o problema mas como como estímulo da criatividade.

A PNL descarta outras abordagens? [MITO]

Os problemas de ordem genética ou orgânica, por exemplo, devem ser acompanhados por um médico psiquiatra. Existem casos que necessitam da química.

A PNL utiliza linguagens e estímulos para alcançar um objetivo? [VERDADE]

A PNL se utiliza da linguagem para fazer uma leitura mais inteligente dos fatos e assim tirar o excesso de drama. Como seres linguísticos que somos a linguagem tem impacto no sistema nervoso e a PNL é para quem almeja usar a força sonora da forma  inteligente, servindo de gatilho para disparar estados fortalecedores diante de momentos desafiadores. 

Existem efeitos diferentes para diferentes usos da palavra, por exemplo: há uma diferença incontestável entre as frases: “Isto é muito difícil para mim”, e “Isto é desafiador”, “Eu não consigo” e “Eu ainda não consegui”, “Eu tenho medo” e “Ainda me falta coragem”.  Repita para si mesmo estas frases e percebam que elas disparam sensações diferentes: de dúvida ou de poder. 

A PNL pesquisou pessoas que apesar das dificuldades conseguiram ser exitosas e o diferencial foi o uso da linguagem para acessar estados de poder.   Quem procura a PNL são pessoas que querem potencializar os recursos para gerar mudanças ecológicas com efeitos positivos na saúde, educação e negócios.

A PNL cura doenças? [MITO]

A PNL não trata de pessoas doentes, é inclusive irresponsável prometer e fazer essa afirmação. Em todo caso de pessoas acometidas com alguma doença, é natural a vulnerabilidade e crença em promessas que ao momento, parecem milagrosas.

A Programação Neurolinguística não atua diretamente na cura mas tem ferramentas para organizar a mente, gerar um subproduto curativo, assim como uma mente estratégica pode facilitar a elaboração de planos de enriquecimento pessoal.  E finalmente uma mente harmônica tem mais possibilidade de criar vínculos afetivos, impactando positivamente na qualidade dos relacionamentos. Usando a PNL com ética podemos conseguir grandes avanços em todos os campos, até na dimensão da espiritualidade.

A PNL exerce sim um papel fundamental e que auxilia a lidar com essas questões mas o médico é autoridade inquestionável em qualquer tratamento.

A PNL facilita e ajuda no processo de cura? [VERDADE]

Como subproduto, ao falar de forma inteligente, ela facilita o processo da cura. Para comprovar cientificamente, é importante citar o efeito placebo. Se um paciente acredita que o remédio irá curar, esta crença favorece a disposição  do organismo para a cura.  No entanto casos crônicos como depressão, doenças hereditárias, genéticas e outras gravidades é recomendado encaminhar para o profissional da área, e fazer uma operação conjunta. 

Quanto a questão da cura de doenças mais sérias, o médico indiano Deepad Chopra no livro a Super Mente, fala que antigamente se acreditava que o cérebro era o hardware, rígido e fixo que alojava o software, o programa mental composto de crenças.  

Atualmente tem se observado que os pensamentos estão mudando a anatomia do cérebro. Desta forma, é bem provável que acreditar na possibilidade da cura do câncer pode ajudar no efeito da quimioterapia.  

É bem popular o conceito placebo, na qual o efeito do remédio vai depender do que o paciente acredita que é possível, assim como acontece do paciente sentir todos os efeitos colaterais dos remédios, ao ler a bula.  Apesar de todas estas evidências, não se promete milagres e sim, um tratamento paralelo acompanhado pelo médico. Uma abordagem pode ajudar a outra e potencializar o efeito curativo.

A PNL acaba com as dívidas e resolve meus problemas financeiros? [MITO]

Uma vez, perguntei a uma cliente o motivo da visita ao consultório, pelo que ela respondeu: dinheiro. Dei a ela o cartão do gerente de banco como referência. 

O Problema sempre é achar que algum estudo, método, ensino, prática… resolve o problema e entrega o resultado, ele é a ferramenta que conduz você a realizar mudanças.

A PNL ajuda na compulsão e gestão financeira? [VERDADE]

A PNL não é para resolver problemas financeiros e sim treinar a mente para eliminar a compulsão de comprar.  Ela ensina como fazer para adiar o prazer em comprar, e como efeito secundário, a pessoa deixa de ser um escravo de bens de consumo e passa a utilizar o dinheiro para empreendimentos ao invés de gastá-lo.  A PNL ensina uma forma sadia de ser dono do dinheiro ao invés de ser possuído pelo dinheiro, o que faz toda uma diferença na qualidade de vida.

Lidando com a Felicidade

Primeiro vamos entender que felicidade pode ser tudo o que uma pessoa considerar que seja. Para o faminto, felicidade é um prato de comida e para rico, pode ser um gesto de carinho. Depende muito da necessidade da pessoa. 

Esta concepção de felicidade passa desde o campo material até o desejo de prazer ou ainda, no plano espiritual, de ter pensamentos elevados,  nobreza de caráter e capacidade de servir ao próximo. No entanto isto não exclui a dor e o sofrimento. O santo pode estar sofrendo e se sentindo feliz por estar progredindo em termos de aprendizado e capacidade de servir ao outro.  Uma pessoa pode estar feliz por ser capaz de vencer a dor, de sofrer com dignidade.

A PNL trabalha o enfrentar situações,a visão ampla e conceito de felicidade desenvolvido através de conquistas, sejam elas lidar com o problema, superá-lo ou a consciência no processo.

Entre mitos e verdades

A PNL tem ferramentas para esvaziar a mente de pensamentos irracionais e deixar um livre fluxo de energia para o serviço, com efeitos positivos para a elevação da autoestima e saúde psicossomática. 

A Programação Neurolinguística é o estudo da estrutura da subjetividade humana, e como todo estudo sério, este conhecimento é útil para resolver questões ligadas à personalidade por exemplo. A PNL ajuda a passar pelo problema e dificuldade, tirando o aprendizado da situação e assim, subir mais um degrau do processo evolutivo.  Resolvendo algo de personalidade é como se pudesse preparar o terreno para plantar boas sementes no campo de espiritualidade.  

Toda a prática da PNL e resultado depende da disciplina e forma como o indivíduo absorve o que é passado, assim, tratativas e imediatismos são promessas vazias, o correto é guiar e atribuir responsabilidades.